Visit Iguassu investe na atração de paraguaios, vizinhos são os que mais visitam Iguassu

366

Operadores de turismo, jornalistas e um representante da Embaixada Brasileira em Assunção conheceram a região trinacional durante a semana passada

O Paraguai é o segundo país emissor de turistas para Foz do Iguaçu, tendo contabilizado mais de 40 mil visitantes no período de janeiro a setembro de 2018, um crescimento aproximado de 10% referente a 2017, segundo dados do Parque Nacional do Iguaçu. O país está entre os prioritários da América Latina em atividades desenvolvidas pelo Visit Iguassu relacionadas à divulgação do Destino Iguassu e relacionamento com a população, tendo em vista o ótimo momento que o vizinho vive.

“O Paraguai é o novo líder emergente da América do Sul, vem recebendo uma onda de investimentos estrangeiros, tanto dos países vizinhos, como de outros continentes, e vê sua moeda valorizada no mercado, o que faz com que o poder aquisitivo do paraguaio cresça motivando o consumo em terras brasileiras”, comenta Elaine Tenerello, gerente de visitors, do Visit Iguassu.

Considerando este cenário, o Visit Iguassu recebeu na última semana quatro operadores de turismo, seis jornalistas e um representante da Embaixada Brasileira em Assunção, no Paraguai. A visita faz parte de uma parceria entre o Visit Iguassu e a Embaixada iniciada em 2016, e dá continuidade ao programa de capacitação de agentes e operadores de turismo, o ‘Destino Iguassu – !Vive esta Energía’, realizado nos últimos três anos em diversos países da América Latina.

O primeiro contato com estes profissionais de Assunção, em abril de 2017, foi em um evento que contou com a presença de 10 empresas associadas ao Visit Iguassu, que realizaram contatos comerciais e promoção dos seus produtos e serviços turísticos aos mais de 80 operadores turísticos e veículos da imprensa paraguaia.

Após capacitar estes operadores de viagens in loco, o Visit Iguassu propôs recebê-los, juntamente com profissionais da imprensa, com o objetivo de apresentar as novidades e novas atrações que o Destino tem a oferecer, além de incrementar os portfólios de venda de pacotes de viagens no país vizinho.




Deixe um comentário