Tio Querido é nome da culinária trinacional

116

Marta Cristina Ayue atua no ramo de gastronomia há muitos anos. O restaurante El Quincho del Tio Querido abriu as portas em 1982. Por nove anos esteve situado no coração de Puerto Iguazú, na Rua Perito Moreno. Era um lugar bem pequenininho, onde Marta e o marido, Alberto Berro, começaram preparando uma parrilla também bem pequena. Com o passar dos anos, mais clientes foram surgindo, principalmente brasileiros.

De espírito empreendedor, os dois conseguiram juntar dinheiro e se mudar para um local maior em 1991, ao lado do Hotel Libertador, onde ficaram por mais um bom tempo. Quando se faz o que gosta, com o coração e dedicação, a recompensa vem. Assim, em 2012, o restaurante foi totalmente remodelado e transferido para a Rua Presidente Perón y Caraguatá.

E Marta não para. Com o apoio das filhas, busca a cada dia melhorar ainda mais, seja no atendimento ou incrementando novos produtos. Sempre com a ajuda do gerente, Juan Pögler, que auxiliou a atualizar o restaurante e a ampliar a capacidade de 200 para 430 pessoas.

Curiosidade

O nome do restaurante foi inspirado no pai de Marta, o Don Hassan Ayue, descendente sírio que chegou à Argentina em 1919. Ele era um trabalhador conhecido da cidade de Junín, província de Buenos Aires. Todos que o conheciam o chamavam de “Tio Querido”, por ser uma pessoa bem afetuosa.

Prato vencedor de concurso

“A única coisa que sei fazer é cozinhar”, conta o chef Esteban Paredes, que tem somente 30 anos de idade. Ele foi o ganhador da Semana Gastronômica de Puerto Iguazú 2015 com o prato: “Boga Gratinada con Cebolla Caramelizada – que pode ser provado no Quincho.

Agora Esteban está estudando um livro de 128 receitas para representar Puerto Iguazú e o estado de Missiones no Torneio Federal de Cozinheiros da Argentina, que será realizado na capital do país, Buenos Aires, no dia 10 de novembro.




Deixe um comentário