Parlasul entrega documento que reconhece a UNILA como universidade de interesse do Mercosul

781

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) recebeu o certificado de “universidade de interesse da região”, outorgado pelo Parlamento do Mercosul (Parlasul), durante evento realizado pelo Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA), no final de outubro. O documento foi entregue ao reitor da UNILA, Gustavo Oliveira Vieira, pela parlamentar Julia Perié (Argentina), integrante da Comissão de Educação do Parlasul e defensora da proposta.

A declaração de interesse foi aprovada pelo Parlasul em 29 de maio, durante a 55ª Sessão Ordinária, realizada na sede da instituição, em Montevidéu (Uruguai). O Parlasul considera a UNILA “um projeto único na história da educação superior na América Latina”, ressaltando sua missão de “contribuir com o desenvolvimento e a integração latino-americana por meio do conhecimento humanístico, científico e tecnológico, e da cooperação solidária entre as universidades, organismos governamentais e internacionais”. O documento também cita o bilinguismo como “uma ferramenta chave para a integração cultural e intelectual da comunidade acadêmica” e o fato de a UNILA ser uma proposta de modelo para o século 21 em um momento em que “a sociedade do conhecimento e a formação de blocos regionais passaram a ser fatores cada vez mais decisivos para a inserção das nações no cenário competitivo global”.

Para o reitor da UNILA, a atitude do Parlasul constitui um apoio fundamental para a Universidade. “O reconhecimento de que a UNILA é um órgão de interesse do Mercosul, por meio da decisão do Parlasul, é uma sinalização fundamental de apoio da comunidade internacional ao perfil específico da nossa universidade. É o reconhecimento de que a integração regional não pode dispensar iniciativas educacionais e culturais que viabilizem a integração dos povos”, diz.

Integração regional

Julia Perié participou do seminário sobre os desafios conjunturais da integração regional, promovido pelo IMEA, e que também teve a presença do embaixador e diretor do Instituto Social do Mercosul (ISM), José Felício; do quinto árbitro do Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul, Jorge Luiz Fontoura Nogueira; e da professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Mônica Bruckmann, especialista em integração regional. A mesa foi conduzida pelo reitor da UNILA, Gustavo Oliveira Vieira. Os participantes falaram sobre a necessidade de fortalecimento da integração do continente e ressaltaram o papel fundamental realizado pela UNILA para a consolidação da integração dos povos latino-americanos.




Deixe um comentário