Mulher em Evidencia – Juliana Woll

266

Acreditar sempre

Quem vê a empresária do ramo da moda Juliana Aparecida Woll Leite atualmente nem imagina que a história de vida dela é de superação. Desde os 7 anos de idade ela trabalha. Começou vendendo pão no bairro Morumbi, virou babá e até entregou panfleto em semáforo – história que ela conta com orgulho e que serve de inspiração.

Hoje, aos 36 anos, casada e mãe do Bento (5), Juliana é empresária. Com uma rotina agitada, ela acorda cedo para ir à academia, depois leva o filho para a escola e vai para o trabalho. Já nos momentos de lazer, curte ficar com a família descansando. No entanto a vida nem sempre foi assim.

“Eu venho de uma família pobre e desde muito cedo passei a ajudar minha mãe e meus irmãos nas despesas de casa. Tivemos que trabalhar quando ainda éramos crianças. Mas por mais difícil que era não reclamo, pois todas as dificuldades que enfrentei me prepararam para quem eu sou hoje.”

Para ela, uma das coisas mais importantes que aprendeu na vida foi o valor dos amigos que ao longo dos anos sempre a ajudaram. “Hoje, graças a Deus, eu tenho uma vida confortável devido a toda a minha luta e meu trabalho. Não foi sorte, foi dedicação juntamente com a mão de Deus me protegendo.”

E quando o assunto é o futuro, ela se mantém focada em seus objetivos de dar continuidade à empresa e proporcionar bem-estar à família. “Não tenho um único sonho, tenho conquistas diárias. Por isso para mim todos os dias são perfeitos, porque a perfeição e felicidade vêm de dentro de cada um de nós. Eu me considero uma pessoa abençoada, tenho um filho perfeito e um marido maravilhoso. Amo meu trabalho e sei que meu futuro só depende de mim.”

 

“A gente tem que acreditar sempre. Porque mesmo as coisas ruins que me aconteceram me levaram pra algo bom, me fizeram crescer, aprender a me virar sozinha.”

 

Fotos: Hidalgo Gomes

Local: Golden Park Internacional Foz

Look: Loja Ana Hickmann

Sapatos: Santa Lolla

Acessórios: Claudia Wohnrath

Make: Karen Weber (Studium Baraldi)

Cabelo: Vera Disconvi (Studium Baraldi)




Deixe um comentário