Livre, leve e feliz – Isadora Figueiredo

749

A curiosidade e a criatividade nunca esconderam de Isadora Nascimento de Figueiredo o que ela queria para o futuro. Decidida e dedicada, a jovem de 25 anos sempre soube que trabalharia com design, por isso escolheu a arquitetura como paixão e profissão. Hoje ela sabe que fez a escolha certa.

Sem medo de viver, já se aventurou por outros países. Morou um ano no México, onde fez intercâmbio, e foi superando novos desafios a cada dia que ela voltou com a certeza do que gostaria para a vida: realizações pessoais.

E Isadora não tem preguiça. Com uma rotina agitada, que começa antes das 6 da manhã, a jovem vai à academia ainda quando o Sol está nascendo e, com uma superdisposição, chega ao trabalho no escritório de arquitetura onde passa o dia envolvida com suas criações, sempre acompanhada de uma boa música. “A música me deixa relaxada e eu consigo despertar a minha criatividade.”

Nos momentos de lazer, ela gosta de ter novas experiências, principalmente se forem gastronômicas, por isso a programação em família e com os amigos é explorar a variedade de opções que a Tríplice Fronteira oferece nesse sentido. “Eu gosto das culturas e da gastronomia que temos aqui, amo poder fazer sempre algo novo, é um privilégio morar aqui.” Mas se engana quem pensa que ela possui os pés no chão. Não, Isadora é livre e quer voar, afinal ama viajar – seja a trabalho ou a lazer.

Já quando o assunto são as lições da vida, ela destaca a importância da família, na qual encontra a força de que precisa para vencer cada obstáculo. “Minha mãe é minha maior fonte de inspiração, é meu amor incondicional, minha motivação diária.”

“Fale com amor. Sempre diga a verdade. Honre suas promessas. Ouça sem julgar. Seja alegre e positivo. Cultive o amor e a paz. Perdoe sempre. Seja grato. Faça o outro feliz. Confie em Deus, que o resto vem.”

Local: Vivaz Cataratas Hotel Resort

Look: pessoal

Make: Raquel Almansa (Alisson Acosta Exclusive Salon)

Cabo: Elessandro Amorim (Alisson Acosta Exclusive Salon)

Fotos: Miguel Duarte

 




Deixe um comentário