Itaipu repassa R$ 671 mil para conclusão do ginásio de esportes da Guarda Mirim

979

Assinatura de termo de compromisso foi na sede da entidade, nesta quinta-feira (5). Espaço vai beneficiar 900 adolescentes por mês.

A Itaipu Binacional se comprometeu com a conclusão da obra do ginásio de esportes da Guarda Mirim, com o repasse de R$ 671 mil. A assinatura do termo de compromisso financeiro foi feita na manhã desta quinta-feira (5), na sede da entidade. O ginásio deve estar concluído até setembro de 2018 e vai beneficiar 900 jovens por mês, entre os atendidos pela Guarda Mirim e a comunidade da Vila Maracanã e da Vila União. O custo total da obra é da ordem de R$ 1,1 milhão.

Participaram da solenidade de assinatura o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro; o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna; a fundadora da Guarda Mirim, Léa Leone Vianna; o presidente da Guarda Mirim, Hélio Cândido do Carmo; o diretor de Coordenação da Itaipu, Newton Luiz Kaminski e o presidente do Conselho Deliberativo da Guarda Mirim, Sérgio Paulo de Oliveira.

De acordo com Luiz Fernando Leone Vianna, que se despede da Diretoria Geral Brasileira de Itaipu nesta sexta-feira (6), a empresa sempre teve e vai continuar tendo um compromisso com as entidades assistenciais de Foz do Iguaçu. “Uma empresa pública deve estar sempre de olhos abertos para a sociedade e Itaipu tem feito isso”, afirmou. E completou: “É minha despedida da empresa e fico feliz que seja nesta solenidade. Fica o sentimento de gratidão e de que fizemos a coisa certa”.
Para Chico Brasileiro, a parceria com Itaipu é fundamental para o desenvolvimento social e econômico da cidade. “A parceria entre Itaipu e prefeitura é estratégica e tem gerado excelentes resultados para Foz do Iguaçu, disse o prefeito. “A Guarda Mirim presta um excelente trabalho para toda a cidade. Ver este ginásio concluído é uma imensa satisfação para nós.”

Sonho antigo

A construção do ginásio de esporte da Guarda Mirim é fruto de uma avaliação feita em 2009 sobre as principais necessidades da entidade. A partir desta avaliação, obra virou prioridade para o conselho deliberativo da instituição. Foram feitas, então, várias buscas por recursos com as empresas e a parceria com a prefeitura.

Para o presidente da Guarda Mirim, Hélio do Carmo, a conclusão das obras não encerra um ciclo, mas inicia outro. “Para nós, é muito importante ter esta estrutura física para, por meio do esporte, expandir as ações da entidade. O esporte transforma as pessoas e é uma das ferramentas que mais tem surtido efeito junto aos adolescentes que atendemos na instituição”.

O ginásio terá 927 m² de área e dois pisos. Vai reunir espaços como vestiários, banheiros, sala de jogos, almoxarifado e sala do educador físico. A estrutura tem medida máxima de 13 metros de altura, no centro do telhado, e uma quadra de futsal de 18 X 36 metros. Ela será usada para recreação e para treinamento da equipe de futsal da Guarda Mirim, que disputa campeonatos na região.

Foto: Nilton Rolin / Itaipu Binacional




Deixe um comentário